Diretor: 
João Pega
Periodicidade: 
Diária

Município de Penacova e da Mealhada são dois dos fundadores da Federação Portuguesa do Caminho de Santiago


tags: Penacova, Penacova, Penacova, FPCS, Penacova, Fundadora Categorias: Região terça, 21 maio 2019

No passado dia 17 de maio o Município de Penacova e Mealhada oficializaram a respetiva integração na Federação Portuguesa do Caminho de Santiago (FPCS). João Azadinho, vice-presidente da Câmara Municipal de Penacova, assinou, em representação da autarquia, o documento que celebra a fundação da FPCS.

Criada com o objetivo “de promover, organizar e gerir os caminhos em território nacional, que compõem esta rota milenar, seguida por milhões de peregrinos desde o início do século IX”, tal como afirma a autarquia penacovense, esta federação foi publicamente constituída numa sessão realizada em Vila Pouca de Aguiar.

Globalmente, a FPCS é constituída por 39 entidades, cujo objetivo é “implementar uma estratégia e sinalética comum nas vias portuguesas de peregrinação a Santiago de Compostela”, conforme explica a edilidade penacovense em nota de imprensa.

João Azadinho explica que a integração de Penacova nesta federação de caráter cultural e sem fins lucrativos “permite integrar uma estratégia comum, que revitalizará e dinamizará correntes de ligação entre o nosso país e Santiago de Compostela”. O autarca afirma ainda que “este roteiro, com enorme valor histórico-cultural, permite a interculturalidade e o conhecimento das regiões, obtendo desenvolvimento económico, social e ambiental para as localidades atravessadas por este caminho”.

Conforme refere a autarquia penacovense em nota de imprensa “atualmente, no nosso país estão identificados três percursos principais”, concretamente: “o Caminho da Costa, que se inicia no Porto, atravessa o Minho e entra em Espanha por Valença; o Caminho Interior, que parte de Viseu e entra em Espanha por Vilarelho da Raia, em Chaves; o Caminho Central Português, o mais percorrido, que sai da Sé de Lisboa, passa por Tomar, Coimbra, Porto, seguindo, depois, para norte”.

“Penacova tem assumido uma indiscutível posição de adesão a iniciativas consistentes que promovem o turismo e são captadoras de públicos e de fontes de receita para a economia local, como é o caso das diversas rotas que tem vindo a integrar, de roteiros internos que cada vez mais desenvolvemos e que têm atraído milhares de visitantes, como é o caso da recente aposta no Roteiro do Arista", recordou João Azadinho, à qual se soma o dos Caminhos de Santiago “que nos posiciona num papel determinante e de envolvimento com turismo religioso”, considera.

 

Fotografia: Município de Penacova oficializa pertença à Federação Portuguesa do Caminho de Santiago